Confederalismo Democrático

capa_confederalismo_democraticoÉ com imensa satisfação que o coletivo Rizoma Editorial traz ao seu público leitor a obra Confederalismo Democrático, de Abdullah Öcalan, em tradução do Coletivo Libertário de Apoio a Rojava (CLAR), com textos de apresentação de Ana Paula Massadar Morel (doutoranda em Antropologia Social pelo Museu Nacional/UFRJ) e do Prof. Dr. Eduardo Viveiros de Castro (pesquisador e docente do Museu Nacional/UFRJ).

Abdullah Öcalan é um líder ativista curdo, fundador do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, Partiya Karkêren Kurdistan), preso em 1999 e condenado à prisão perpétua pelo estado turco.

Na prisão, inspirado na obra do eco-anarquista estadunidense Murray Bookchin, desenvolveu o conceito de “Confederalismo Democrático”, propondo uma livre federação de comunas entre as regiões curdas da Turquia, Síria, Iraque e Irã, baseada em princípios de democracia direta, igualdade de gênero e sustentabilidade ecológica como uma alternativa abrangente e sustentável para a questão curda.

O Confederalismo Democrático é um tipo de administração política não-estatal ou democracia sem Estado.  É flexível, multicultural, antimonopolista e orientado para o consenso. A ecologia e o feminismo são seus pilares centrais. No panorama de autogestão social proposto pelo Confederalismo Democrátioc, uma economia alternativa se torna necessária, o que aumenta os recursos da sociedade em vez de explorá-los e faz, assim, justiça às múltiplas necessidades sociais. O Estado será superado quando o  Confederalismo Democrático provar as suas capacidades de resolução de problemas e resposta efetiva a questões sociais, econômicas e ambientais. O futuro de um mundo justo, livre, verde e pacífico é o Confederalismo Democrático!

Hoje, em Rojava (Curdistão sírio), os princípios do Confederalismo Democrático estão sendo neste momento colocados em prática na construção de uma sociedade multiétnica baseada na democracia direta, economia cooperativa, igualdade de gênero e sustentabilidade ecológica que infelizmente trava uma luta inglória e sem apoio contra a bárbarie do  “estado islâmico” — mas, ainda assim, vitoriosa!

Viva a luta revolucionária do povo kurdo! Liberdade para Abdullah Öcalan!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s